terça-feira, 2 de julho de 2019


Em 1952 o fotógrafo espanhol José Abraham e seu fillho Alfonso trocaram Barcelona pelo Brasil para fazer parte da história da fotografia no Rio Grande do Sul. Com foco no fotojornalismo e temas políticos José passou a trabalhar para importantes jornais gaúchos, ficando conhecido como "o Espanhol". Cobriu, dentre tantos outros fatos importantes da vida do estado, a Campanha da Legalidade de 61 e seus principais protagonistas, transmitindo ao filho Alfonso a sua arte quanto, depois do falecimento, o próprio apelido.
Já Alfonso Abraham começou cedo auxiliando o pai no laboratório e foi convidado por Assis Hoffmann para trabalhar no Jornal Zero Hora em 1969 e Folha da Manhã em 1982, acompanhando personagens importantes da história do país como Teotônio Vilella, Pedro Simon, Tancredo Neves e Leonel Brizola.
Unidos por uma dupla paixão comum - trens e fotografia, compartilho convite para uma belíssima exposição que tem circulado o Brasil sobre a história das linhas férreas no Rio Grande do Sul, de autoria do meu caro amigo Alfonso Abraham e seu falecido pai, O Espanhol.
Mais um programa imperdível para os apreciadores da arte de desenhar com a luz!