terça-feira, 29 de outubro de 2013

Surfe: Qual tamanho pode alcançar uma onda - Um recorde mundial brasileiro?

The Great Wave of Kanagawa. Fonte: Wikipedia

Alguma vezes tenho postado aqui alguma notícia, comentário ou matéria fotográfica relacionados ao surfe, quase sempre tendo como fundo a produção de imagens com alguma beleza cênica ou retratando situações inusitadas.

Desta vez não há como deixar passar as incríveis imagens captadas na Praia do Norte, em Nazaré, Portugal, do que pode ter sido o recorde mundial da maior onda já surfada na história e devidamente documentada.

A façanha foi do brasileiro Carlos Burle (46) e ainda depende dos procedimentos oficiais de estimativa da altura da onda - cerca de 30 metros, para que o recorde seja homologado.

Enquanto isso, mesmo para aqueles que não acompanham o surfe, surpreendam-se com este belíssimo trabalho do videomaker Hélio Valentim ao som de Carmina Burana.

 

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

1º Festival Gaúcho de Esportes de Aventura

Foto: Divulgação do Festival



A pedido do meu amigo Leandro Bazotti divulgo a realização do 1º Festival Gaúcho de Esportes de Aventura a realizar-se nos dias 15, 16 e 17 de novembro, na localidade de Minas do Camaquã, a 70Km de Caçapava do Sul/RS, a cerca de 300Km de Porto Alegre, qualificado como o primeiro evento multi-esportivo de aventura do Rio Grande do Sul.
O evento já conta com a participação confirmada de 12 modalidades esportivas. Na programação, além da prática amadora das atividades, serão realizados campeonatos, mostras fotográficas e de equipamentos, oficinas técnicas e palestras, além da agenda cultural, que contará com a apresentação de varias bandas musicais. 
O encontro está sendo organizado pela operadora de Ecoturismo e Turismo de Aventura Minas Outdoor Sports, que oferece atividades como trilhas interpretativas, passeios de bicicleta, canoagem, rapel, escalada, arvorismo, tirolesa, quadriciclo e muito mais. 
Todas as atividades esportivas serão representadas por suas respectivas associações e federações. A programação pode ser confirmada AQUI, sendo que a inscrição garante vários benefícios aos participantes. 
A localidade de Minas do Camaquã conta com total infraestrutura, pousadas, restaurante, área de camping, banheiros e muito mais. 
Outras informações com a organização no seguinte contato:
E-mail: sec.executiva@minas.rs
Site: www.minas.rs
(55) 4052 9033 / (55) 9976 5682 
Equipe Minas Outdoor Sports

sábado, 12 de outubro de 2013

Fotografia: Dois ensaios viajantes - Fronteira Mirim e Viagem pela Linha Invisível

Arroio Chuí, fronteira entre Brasil e Uruguai. Foto: Marco A. F.
Faz tempo que estou para indicar aqui no blog dois ensaios fotográficos muito interessantes sobre duas viagens um tanto fora dos roteiros convencionais, no extremo meridional do Brasil, desconhecidos dos próprios gaúchos.

O primeiro é a expedição fotográfica Viagem pela Linha Invisível, dos jornalistas Marco A. F. e Eduardo Veras, que acompanharam por terra o curso do Rio Uruguai, fronteira entre Brasil, Argentina e Uruguai, desde o município de Derrubadas no norte do Rio Grande do Sul até a foz do Arroio Chuí, junto ao oceano Atlântico.

No melhor estilo road movie os autores tecem comentários curtos e reflexões ao longo dos 3 mil quilômetros do trajeto percorrido entre 8 e 21 de julho deste ano, em pleno inverno sulista. As poucos vão registrando impressões e sentimentos sobre a paisagem pampeana e os personagens encontrados pelo caminho, com fotos de Marco A. F. e texto de Eduardo Veras.

Foto: Marco A. F.
Marco foi aluno de Veras, que o convidou para participar do projeto de descoberta, com o mínimo de informações sobre os locais por onde iriam passar, de forma a registrar em imagens e textos a impressão bruta dos cenários e personagens que encontrassem na viagem. O resultado da expedição deverá resultar em uma exposição e livro fotográfico previstos para o início de 2014, com financiamento do Fundo de Apoio à Cultura.

A minha segunda indicação é o projeto Fronteira Mirim, dos fotógrafos - Ana Mendes, Marcella Marer e João Roberto Ripper, este último o fundador da Escola de Fotógrafos Populares, no Complexo da Maré, Rio de Janeiro.

Os três fotógrafos passaram 22 dias explorando a região da Lagoa Mirim, na divisa do Brasil com o Uruguai, tendo como enfoque principal nas comunidades de pescadores artesanais do distrito de Santa Isabel do Sul, no município de Arroio Grande, e de Vila do Porto, um bairro da pequena Santa Vitória do Palmar. O talento dos fotógrafos que imergiram no modo de vida local resultou em imagens p&b e coloridas de grande beleza e sensibilidade.

- A identidade gaúcha que povoa o imaginário é o pampa, o cavalho. Mas há muita água doce e salobra no Estado. Na Lagoa Mirim, onde passa a fronteira com o Uruguai, encontramos um tipo de gaúcho que vive nas águas e anda de barco. E também vimos o quanto eles estão cercados pela destruição ambiental - registrou Ana Mendes para o Jornal Zero Hora.

Foto: Ana Mendes
Foto: Ana Mendes

Veja mais fotos do projeto Fronteira Mirim AQUI.