domingo, 18 de julho de 2010

Fotografia/México: Tenochtitlán, a cidade das portas


Uma viagem a trabalho me levou certa vez a uma estada na Cidade do Mexico. A profusão de cores, ruídos e aromas aguçava os sentidos em sua plenitude. Longe do meu chão, que são as fotos de natureza, me vi vagando pela cidade e, imitando Glauber, com uma pequena câmera no bolso e muitas idéias na cabeça.

Consta que a cidade do México foi fundada em 1325 pelos Astecas e e corresponde à antiga Tenochtitlán, o centro do que foi uma das maiores civilizações précolombianas no nosso Continente.

Com a chegada dos espanhóis e a mando de Hernán Cortés, construiu-se uma nova cidade sobre as ruínas da antiga. Esta arquitetura colonial ainda é de todo presente naquela que é uma das maiores metrópoles do mundo, resistindo a guerras, revoluções, terremotos e à fúria imobiliária dos tempos recentes.

Caminhando pelo seu Centro Histórico, as portas dos prédios e igrejas coloniais são uma atração à parte. Construídas para resistir ao ataque dos homens, sobreviveram também à inclemência do tempo, algumas contando com mais de 300 anos de idade.


Testemunhas mudas de épocas passadas, estas portas e passagens ainda guardam impávidas jardins escondidos, templos de sossego e um sem-número de secretos recantos onde um passante cansado pode esconder-se do caos urbano e do implacável sol do verão mexicano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário