quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Música: 30 anos sem Lennon!


Dias atrás escrevi aqui da minha alegria em ver Paul McCartney apresentando aquele que foi considerado o melhor show de todos os tempos em Porto Alegre.

Naquele texto lembrei do dia 8 de agosto de 1980, quando escutei pelo rádio, incrédulo, a notícia do absurdo assassinato de Jonh Lennon em uma calçada de Nova Iorque, em frente ao Edifício Dakota onde morava com Yoko Ono.

Enquanto a notícia se espalhava algumas rádios tocavam Give Peace a Chance, Happy Xmas (War is Over) e Imagine ininterruptamente...



Embora Lennon não tivesse vinculação religiosa, em Porto Alegre alguns fãs mandaram rezar uma missa na Igreja Menino Deus, amplamente anunciada na imprensa.

E eu, ainda garoto e incondicional fã dos Beatles, em um final de tarde chuvoso fui conferir aquela enorme reunião de representantes de todas as tribos e idades, gente ligada à música ou não, inclusive de outras fés que não a católica, reunidos em uma tocante e sincera homenagem a Jonh Lennon que três décadas depois ainda guardo na memória.

Hoje não posso deixar de registrar a de registrar os 30 anos do seu desaparecimento.

Quando manifestações em homenagem a Jonh Lennon se reproduzem em escala cúbica pelo mundo inteiro, fico com duas de suas grandes composições: Stand by Me e, não poderia ser diferente, Imagine, esta última em uma performance com Yoko Ono na Madison Square Garden, NY, em 1972.


Nenhum comentário:

Postar um comentário