segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Livros: No Teto do Mundo, a busca do Everest

Capa do livro. Foto: Divulgação
Já li muita, mas muita literatura de montanha por aí, desde o tempo em que livro de aventura no Brasil era raridade e coisa boa só mesmo buscando no exterior.

Ainda bem que isto mudou um tanto e o mercado editorial brasileiro finalmente acordou para o potencial dos livros de aventura e atividades junto à natureza, em parte graças ao click dado por Amyr Klink em 1985 com o seu já cult "Cem Dias entre o Céu e o Mar".

Agora acabo de ler o relato das aventuras do brasileiro Rodrigo Raineri, tendo como tema as suas quatro investidas ao Everest, em duas ganhando o cume, em uma perdendo seu grande amigo Vitor Negrete e, em praticamente todas elas, sofrendo o drama de ser roubado em plena montanha. 

A obra foi escrita a quatro mãos, junto com Diogo Schelp, e veio a público em uma bem cuidada edição da Ed. Leya Brasil, ilustrada com belas fotos e trazendo uma narrativa concisa e madura das aventuras do autor.

Rodrigo Raineri. Foto: Divulgação
O livro me prendeu do início ao fim e gostei bastante. Rodrigo e Diogo utilizaram a técnica de intercalar diferentes fatos no tempo, contando as quatros escaladas ao Everest (2005, 2006, 2008 e 2011) como se fosse uma só. Para tanto vão direto aos fatos mais importantes, sem dó do leitor, como o terrível emocionante relato de quando Rodrigo e Vitor Negrete encontraram os corpos congelados de Othon Leonardos e Alexandre Oliveira, durante a escalada da face sul do Aconcágua:


"...Era um gelo quebradiço, bem perigoso. Fui escalando pelo obstáculo com muito cuidado e, quando cheguei perto do fim, visualizei uma corda fixa na aresta. Movimentei-me para a esquerda e aveistei os corpos congelados de Othon e Alexandre. Na queda, a corda pela qual estavam conectados um ao outro enroscou em uma grande pedra, e eles ficaram pendurados, um de cada lado, o Othon em cima e o Alexandre bem mais abaixo. Eles estavam sentados, ainda apoiados pela corda, virados para o horizonte. O corpo de Mozart não estava lá. Provavelmente ele não estava conectados aos outros dois companheiros quando o avalanche os atingiu. Mozart tinha história: ele e Waldemar Niclevicz foram os primeiros brasileiros a alcançar o cume do Everes com o auxílio de oxigênio, em 1995. Othon, Alexandre e Mozart morreram ao tentar superar a face sul do Aconcágua, em 1998...."

Quer saber mais? Então largue um pouco da preguiça nestas férias de verão e confira este belo livro!


No Teto do Mundo
Formato: Livro
Autores:
RAINERI, Rodrigo e SCHELP, Diogo
Editora: Leya Brasil
ISBN: 8580441250
ISBN-13: 9788580441253
Encadernação: Brochura
Edição: 1ª
Ano de Lançamento: 2011
Número de páginas: 304
Preço: R$ 34,90

Nenhum comentário:

Postar um comentário