segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Familia Rodante rumo Chile 7: Santa Fe a San Luis. A Tempestade

Sol após tempestade de verão em Rio Cuarto, Argentina.

Santa Fe, Argentina

Trecho: 665 Km
Total da viagem: 1795 Km

Em Santa Fé dormimos no Hostel San Martin, situado em pleno calçadão central da cidade, tendo o carro ficado em um estacionamento próximo.Tomamos café no Havanna em frente e fizemos câmbio a uma cotação bem melhor do que na fronteira, em uma galeria indicada pelo Victor, responsável pelo hostel. No San Martin, recebemos um quarto privativo com piso duplo, banheiro, tv e cozinha integrada e recebeu da Família Rodante a nota 7,5.  Todavia foi o mais caro da viagem (950 pesos/U$ 73,00) e o único sem café da manhã incluído.

Apenas passamos rapidamente nesta que é a 8a. maior cidade da argentina, fundada em 1573 e conhecida como o berço da constituição do país. O calçadão central, onde ficamos alojados, lembrou muito Porto Alegre.

Hostel San Martin, no calçadão central de Santa Fé.

O antigo prédio foi inteiramente reformada e disponibilizava apartamentos privativos para grupos e famílias.
Nosso quarto privativo possuia dois andares, tv, banheiro e cozinha integrada, um diferencial para a categoria de hospedagem.

Em frente ao Hostel San Martin o cafe Havanna.
(celular)

Desayuno tradicional na argentina: suco, café e media-lunas.
(celular)

Saiu no jornal: o "liso" (chopp) é patrimônio cultural de Santa Fé. Oba!

De Santa Fé paramos para o almoçar aquele que se tornou o prato oficial da Família Rodante durante a viagem: o milanesa com salada e batatas em apresentações diversas: fritas, cozidas, purê, etc, etc...! Escolhemos o ótimo Café La Torre, em frente à praça central de Villa Maria e o único aberto às 2 da tarde, em plena hora da siesta e sob um escaldante sol de verão.

Depois tomar a Ruta 19 até San Francisco, a 158 até Rio Cuarto, a 8 para Villa Mercedes e a 7 até San Luis.

A simpática plazuela de Villa Maria.
Nos bons postos de combustível na Argentina existem máquinas específicas para fornecer água para o chimarrão. Que tal importarmos o modelo para o Rio Grande do Sul?

Seguindo viagem e entre Villa Mercedes e Rio Cuarto a atração da viagem foi uma pesadíssima tempestade de verão, que literalmente transformou o dia em noite às 17h00 da tarde. O fenômeno todo durou cerca de 15 minutos e, ultrapassadas as nuvens, o céu se abriu em um enorme arco-íris sobre o vapor da chuva que levantava dos campos.

(foto celular)
(foto celular)
(foto celular)
Depois da tempestade o sol trouxe uma estranha cor amarelada à atmosfera ao refletir no vapor da chuva que subia dos campos.
Um enorme arco-íris foi o presente para a Família Rodante após a tempestade.

As crianças se divertiram com a chuva, que veio a calhar para quebrar a rotina da estrada. A Karina conseguiu gravar um pequeno trecho do episódio a partir da ótica dos passageiros da Cápsula. Curtam aí uma amostra da bomba d´água!





Cansados, chegamos em San Luis para pernoite no Hostel Puppy´s, previamente reservado pela web e localizado em um tranquilo bairro da cidade. As ótimas instalações e um delicioso jardim foi exatamente o que a Família Rodante precisava depois dos 665 Km entre Santa Fé e San Luis, nossa última parada antes de avistar a Cordilheira dos Andes.


DICAS:

Hostel San Martin. Nota da Família Rodante: 7,5. Preço para 5 pessoas: 950 pesos/U$ 73,00. Endereço: Calle San Martin, 2446, Santa Fé, Argentina.

Cafe La Torre. Buenos Aires com 9 de Julio, em frente à Praça. Villa Maria, Argentina.


Nenhum comentário:

Postar um comentário