terça-feira, 19 de outubro de 2010

Viagem: As Aventuras de Egon no Irã - 5. Entre um kebab e outro

"5. Egon entre um kebab e outro

Bem, tem gente me perguntando o que eu estou comendo aqui no Irã. É o seguinte:

No almoço e jantar aqui se come o kebab, uma espécie de churrasquinho de carne de carneiro com temperos diversos, junto a uma pirâmide de arroz e um toque de açafrão – muito bom, é o arroz com feijão do dia-a-dia dos iranianos. Khosh ma-ze! (delicioso, em farsi).

Para beber eu tenho tomado Zam-Zam-Cola, versão iraniana do refrigerante (não eh ruim, é algo intermediaria à Coca e Pepsi). Álcool nem pensar – esqueça a cervejinha, o vinho, etc – é estritamente proibido em todo território nacional, dá cadeia. Entao aqui tem cervejas com 0.0% de álcool – islamicamente aprovadas – com sabores original de malte, limão (minha predileta é da Delster, tem gosto de Ice-Tea com gás), maçã, cereja, tutti-frutti (argh!), etc. Outro dia nos ofereceram um aragh: agua de pétalas de rosas, muito doce e perfumado – parece que se está bebendo perfume... (confesso que não entrou na lista dos prediletos...).

Mas a bebida mais consumida mesmo é o chá, preto e forte – sempre utilizado como a bebida de boas vindas, digestivo, de meio-de-tarde, happy hour, etc. Essencialmente é um convite à socialização entre as pessoas e uma obrigação das regras da hospitalidade iraniana.

E, de sobremesa, o bastani: é um sorvete de sabor indecifrável e aspecto meio esquisito. Parece um sorvete de macarrão em calda doce... meio “diferente”...

E em toda refeição acompanha o delicioso pão iraniano: há diversas variedades, quase todas são achatadas como massas de pizza. As pequenas padarias são reconhecíveis de longe: sempre há uma grade na calçada onde os clientes atiram rapidamente seus metros de pão tinindo de quente.. Quando esfria um pouco, ele é quebrado em pedaços que caibam nas sacolas e é batido para remover as pedras de brita que estão ainda coladas nele (sim, o forno tem um leito de pedras de brita onde o pão é assado). E a delícia das delicias é o pão ainda quentinho com iogurte de alho em cima, uma mania nacional – comemos até não poder mais... khosh ma-ze!!!

E repete o kebab novamente...

Abc,

Egon

PS.: O único problema do pão aqui é que, com o ar extremamente seco que sempre nos acompanha, em menos de 30 min ele resseca e fica parecendo papelão, daqueles de caixas grandes... dureza!!!"

* - * - * - * - *


(*) EGON FILTER é fotógrafo e correspondente exclusivo do Terra Australis. Tem suas imagens disponibilizados no site Images do Share.

Nenhum comentário:

Postar um comentário