sábado, 16 de outubro de 2010

Viagem: As Aventuras de Egon no Irã - 2. Em Esfahan

"2. Egon em Esfahan

A mítica e real cidade de Esfahan sempre foi a jóia da Pérsia antiga, é o orgulho do Irã de hoje e uma das mais bonitas cidades do mundo islâmico. Foi a capital do império no século X e o grande Shah Abbas I eh que construiu a magnifica praça Nash-e Jahan.

Aqui fica uma das mais mais lindas mesquitas do mundo – a Iman Mosque. No enorme portal de 30m de altura e nos seus minaretes tudo está coberto com mosaicos azul-escuro, verde-turquesa e branco, com inscrições do Corão em caligrafia estilizada. O interior da mesquita, com o seu domo que atinge 51m, eh simplesmente impressionante com os fiéis se preparando, orando ou apenas se encantando com a magia do local. Na época de sua construção, em 1611, não havia microfones/alto-falantes para o muezzin dar seu discurso religioso: mas a geometria deste espaço sob o domo cria, em um lugar especifico, uma amplificação natural do som e que emite mais de 12 ecos neste salão imenso. Me diverti muito com uns meninos que batiam palmas neste ponto...

E na praça a curiosidade das pessoas que vinham falar conosco era grande: queriam conversar, saber o que estávamos achando do Iran, davam dicas do que olhar, convidavam para um chá ou uma refeição, tiravam fotos – já nos sentíamos celebridades. Mas, na verdade, eh simplesmente a cultura local de hospitalidade que se manifestava – muito bacana. Até vendedor de carpete não é chato!!!

E, ao final de tarde, o sol poente ia pintando os domos e minaretes de cores amareladas e alaranjadas – criando nuances de cor incríveis. Modelitos de pretinho básico (chador) circulavam por tudo, as fotos só com autorização do marido... E, com o por-de-sol, os alto-falantes dos minaretes iam entoando as chamadas para oração criando um clima verdadeiramente magico ao local. Muito D+!!!

E é logico que fotografei até “dar bolha no dedo”. Hehehe

Khoda hafez (até logo em farsi),

Egon

PS.: Mais à noitinha, estávamos de papo com um nativo e fomos nos despedir: apertei sua mão agradecendo o papo e quando a Luciane estendeu a mão ele deu um pulo para trás muito rápido, dizendo: desculpa, isto é proibido aqui!!! e ela com a mão no ar – dei muita risada desta gafe..."
 
* - * - * - * - *
 
(*) EGON FILTER é fotógrafo e correspondente exclusivo do Terra Australis. Tem suas imagens disponibilizados no site Images do Share

Nenhum comentário:

Postar um comentário