domingo, 24 de outubro de 2010

Viagem: As Aventuras de Egon no Irã - 10. O castelo mais bonito do Oriente Medio

"10. Egon e o castelo mais bonito do Oriente Médio

Bem, a prudência me impediu de dobrar à direita na placa. Eu estava bem pertinho... hehehe

Já era final de tarde. Eu estava na varanda do hotel, que ficava no topo de um morro bastante alto. O vinho tinto, contrabandeado aqui para a Síria, não era dos melhores – mas era o que eu tinha para animar meus pensamentos.

 Talvez a menos de 500m, no topo da colina a leste, se perfilava o imponente castelo cruzado Qala’at al-Hosn. As enormes paredes externas, com suas muitas torres de defesa, parecem impenetráveis e ainda estavam manchadas com o óleo fervente que era jogado contra os atacantes.

Com os últimos raios de sol alaranjado iluminando solitariamente o castelo, eu escutava claramente o chamar das orações das mesquitas lá dos vales abaixo. Naquele ambiente quase mágico, em meio à fumaça, eu até enxergava os últimos 2000 soldados cruzados resistindo ao derradeiro ataque das forcas muçulmanas do Sultão Beybars em 1271. Jerusalém já havia caído pelas mãos de Salah ad-Din há muitos anos (em 1187) e este era o último reduto dos Cruzados no Oriente Médio. Não havia mais como vencer. Resistência era a ordem. E a queda uma certeza.

Uma vez conquistados os muros externos ainda havia o fosso e a ainda maior fortaleza interna: paredões inescaláveis, defesas solidas e suprimento de comida e agua garantidos. Agora restavam apenas 200 soldados...dezenas de milhares cercavam o cenário... e a fumaça do narguilé tornava os ataques mais intensos e o álcool do vinho incitava ainda mais os soldados em ambos os lados do combate...

Neste ano, em 1271, na realidade, não existiam mais esperanças de manter as terras santas sob controle dos Cruzados – as forças Maometanas eram inesgotáveis. A imagem do castelo ao pôr-do-sol era simplesmente uma visão do passado no presente, uma viagem ao tempo no qual estas questões eram resolvidas no fio da espada. E, de repente, com a escuridão da noite, tudo ficou em silencio... e eu sabia que o mítico castelo Qala’at al-Hosn havia caído!

Salaam alaykum (que a paz esteja com você, em árabe),

Egon

PS.: Acordei no dia seguinte com uma ressaca de uma luta intensa... ai que dor-de-cabeça..."


* - * - * - * - *


(*) EGON FILTER é fotógrafo e correspondente exclusivo do Terra Australis. Tem suas imagens disponibilizados no site Images do Share.

Nenhum comentário:

Postar um comentário